Caldeiras, vasos de pressão e suas tubulações de interligação são equipamentos de grande importância para variados processos industriais que exigem o uso de grandes volumes de vapor.

O processo de geração de vapor precisa ser eficiente, mas totalmente seguro. Por isso, é preciso ter conhecimento sobre a norma regulamentadora número 13, ou simplesmente NR-13.

A NR-13 representa um conjunto de regras que permitem a implementação de regras para uso, inspeção, instalação e manutenção de caldeiras a vapor e vasos de pressão.

Saiba o que é e conheça a importância da NR-13. Veja também as principais diretrizes para a utilização desses equipamentos que vão garantir a integridade das estruturas e segurança de trabalhadores.

NR-13: qual é o objetivo dessa norma regulamentadora?

Instituída pelo Ministério do Trabalho pela Secretaria de Segurança e Saúde do Trabalho, a NR-13 (Norma Regulamentadora Nº 13 – Caldeiras, Vasos de Pressão e Tubulações (https://enit.trabalho.gov.br/portal/images/Arquivos_SST/SST_NR/NR-13.pdf)) tem por objetivo determinar os regulamentos para empresas que trabalham com caldeiras e vasos de pressão.

Essa norma, aprovada pela Portaria n°3.214 de 08 de junho de 1978, passou por diversas revisões e adaptações a medida que os equipamentos geradores de vapor foram evoluindo ao longo dos anos (https://www.secamaq.com.br/blog/caldeira-a-vapor-historia-e-evolucao/).

Mas, de forma bastante resumida, o objetivo central da NR-13 sempre é o mesmo, ou seja, preservar o bom funcionamento dos equipamentos (vasos de pressão e caldeiras) bem como a segurança dos profissionais que trabalham neste ambiente.

Para isso, esta norma regulamentadora estabelece requisitos mínimos para melhor gestão que garanta a integridade de caldeiras, vasos de pressão e suas respectivas tubulações de interligação em vários aspectos, como a instalação, inspeção, operação e manutenção, visando sempre a segurança e saúde de trabalhadores.

A NR-13 e sua importância para a indústria

Como já mencionamos, a NR-13 é uma norma regulamentadora que determina os requisitos mínimos para a gestão da integridade estrutural de caldeiras, vasos de pressão e suas tubulações ligados à operação, inspeção, instalação e manutenção (https://www.secamaq.com.br/blog/manutencao-de-caldeiras/).

Assim, podemos dizer que a NR-13 irá oferecer as seguintes vantagens à indústria:

  • Redução de danos ao patrimônio físico da empresa;
  • Diminuição do número de acidentes no processo industrial;
  • Motivação dos trabalhadores para que estejam sempre alinhados às questões de segurança e saúde do trabalho;
  • Mapeamento de riscos que porventura podem causar acidentes de trabalho e doenças ocupacionais;
  • Redução dos encargos trabalhistas e previdenciários.

Além disso, para garantir a saúde e segurança das operações e de trabalhadores envolvidos, a aplicação na NR-13 é obrigatória nas organizações que tenham esses equipamentos instalados, assegurando:

  • Responsabilidades e condições para a instalação;
  • Segurança de operação e de processos de manutenção;
  • Inspeção de segurança nas caldeiras e vasos de pressão.

Vale dizer que a norma está baseada nas verificações e em acidentes gerados por falhas e falta de válvulas de segurança.

Aplicabilidade da NR-13

Apesar de todos os conceitos acima mencionados, a NR-13 apresenta requisitos que devem ser observados a priori para analisar sua aplicabilidade e estabelecer a gestão destes equipamentos, estruturas e instalações.

Nesse sentido, os requisitos aplicáveis à NR-13 são:

Caldeiras

  • Caldeiras classificadas na categoria A: cuja pressão de operação é igual ou superior a 1.960 kPa (19,98 kgf/cm²), com volume superior a 100 L (cem litros);
  • Caldeiras da categoria B: cuja a pressão de operação seja superior a 60 kPa (0,61 kgf/cm²) e inferior a 1 960 kPa (19,98 kgf/cm2), volume interno superior a 100 L (cem litros) e o produto entre a pressão de operação em kPa e o volume interno em m³ seja superior a 6 (seis).

Vasos de Pressão

  • Vasos de pressão cujo produto P.V seja superior a 8 (onde P é a pressão máxima de operação em kPa, em módulo, e V o seu volume interno em m³);
  • Vasos de pressão que contenham fluido da classe A (fluidos inflamáveis; fluidos combustíveis com temperatura superior ou igual a 200 ºC; fluidos tóxicos com limite de tolerância igual ou inferior a 20 ppm; hidrogênio; acetileno);
  • Recipientes móveis com P.V superior a 8 (oito) ou com fluido da classe A, mencionado anteriormente;

Tubulações

  • Tubulações ou sistemas de tubulação ligados a caldeiras ou vasos de pressão, classificadas na categoria A ou B, que contenham fluidos de classe A ou B, conforme estabelece a norma;

Treinamento para a NR-13: Fator primordial para aplicações da norma

Além das regras e aplicações para uso de caldeiras e vasos de pressão, a NR-13 tem como objetivo oferecer os conhecimentos e habilidades necessárias para uma interpretação e aplicação apropriadas da NR-13.

Neste cenário, a NR-13 prevê a “reciclagem permanente por meio de constantes informações das condições físicas e operacionais dos equipamentos, atualização técnica, informações de segurança, participação em cursos, palestras e eventos pertinentes”.

Assim, para atuar com caldeiras e vasos de pressão o treinamento deve ter uma abordagem completa sobre:

  • Instalação;
  • Segurança nas operações e manutenções;
  • Inspeção.

Baseado nisso, a norma indica que o Treinamento de Segurança na Operação de Caldeiras deve, obrigatoriamente:

  1. a) ser supervisionado tecnicamente por PH;
  2. b) ser ministrado por profissionais capacitados para esse fim;
  3. c) obedecer, no mínimo, ao currículo proposto pela NR;
  4. d) ocorrer com o acompanhamento da prática profissional;
  5. e) ser exclusivamente na modalidade presencial;
  6. f) ter carga horária mínima de 40 (quarenta) horas

Como você deve ter percebido, a NR 13 tem relevância na indústria ao estabelecer quais são os requisitos mínimos para gestão da integridade estrutural tanto de caldeiras a vapor, quanto de vasos de pressão e suas tubulações de interligação.

Neste cenário, as empresas que acompanham as especificações da norma garantem mais proteção à integridade física dos seus trabalhadores.

 

Gostou de saber o que é NR 13? Então acompanhe o blog da Secamaq e fique por dentro de outros assuntos relevantes sobre caldeiras!