A substituição de uma caldeira tradicional por uma caldeira a biomassa vem sendo uma necessidade cada vez mais recorrente em diversos processos industriais. A principal razão para essa substituição tem relação direta com a geração energética associada à redução do impacto ambiental.

Há outros benefícios tão importantes como esse que também são considerados para que a caldeira a biomassa seja escolhida. Tais benefícios englobam o aspecto inerente à indústria, via economia na geração energética, mas principalmente no aspecto macro, com grande capacidade em ajudar a salvar o planeta, devido à sustentabilidade por ela gerada.

Quer saber como esses benefícios da escolha de uma caldeira a biomassa podem ser alcançados a ponto dessa fonte energética ajudar a salvar o planeta? Então acompanhe nosso post de hoje.

A biomassa e a contenção do aquecimento global

Quando comparada à outras fontes energéticas, caso dos combustíveis fósseis, vemos que o uso de uma caldeira a biomassa apresenta importantes vantagens que certamente estimulam seu uso nas indústrias. Mas dentre todas as vantagens, a mais significativa é, sem dúvidas, a geração de uma energia mais limpa (renovável). Os números mostram isso.

e-book quais são os tipos de caldeiras a biomassa oferecidos pela SECAMAQ®, como escolher o tipo que mais se adequa às necessidades de cada indústria, além de suas principais funcionalidades na geração de energia.

Você sabia que se até 2050 as energias renováveis alcançarem uma participação superior a 50% na produção de energia primária do mundo, será possível conter o aquecimento global e “salvar o planeta”?

Esta é uma das conclusões apresentadas pelo Relatório Especial sobre Energias Renováveis e Mitigação de Mudanças do Clima (SRREN), divulgado no ano de 2012 pelo IPCC (Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas).

O relatório destaca ainda que as fontes renováveis apresentam maior potencial e melhor custo para lidar com as mudanças climáticas. Isso porque as limitações técnicas sobre essa fonte energética, inclusive em uma caldeira a biomassa, já são mínimas, além disso não há escassez desta fonte energética no mundo.

Dessa forma, tudo indica que o uso da caldeira a biomassa na geração energética em processos industriais representará um importante fator que também contribuirá com a meta de “salvar o mundo”.

Caldeira a biomassa: mais economia para a indústria

Além de utilizar uma fonte energética renovável, a caldeira a biomassa apresenta uma significativa vantagem quanto ao seu custo, principalmente em um ambiente onde os combustíveis mais tradicionais estão se tornando escassos e seus preços estão cada vez mais elevados e inconstantes.

Hoje em dia, os custos desta forma de bioenergia já estão bem mais competitivos em diversas aplicações industriais e, com o avanço no desenvolvimento de modernas tecnologias, é possível que diminuam ainda mais, como dizem alguns números de estudos ao redor do planeta.

Segundo cálculo do EPRI (Instituto de Pesquisa de Energia Elétrica dos EUA), em 1990 o custo de produção de biomassa florestal girava em torno de US$ 25/t, mais foi reduzido para US$ 15/t 20 anos depois, hoje este custo é ainda mais reduzido.

Em razão do avanço tecnológico, a economia na geração energética pode ocorrer também com o uso de uma caldeira a biomassa em processos industriais, cuja economia pode ser bastante significativa quando comparado às caldeiras tradicionais, devido, principalmente ao melhor aproveitamento da biomassa, que vem apresentando maior poder calorifico.

Vale ressaltar, entretanto, que o grau de economia com o uso de combustíveis decorrentes da biomassa irá variar dependendo do sistema de geração energética e do plano de negócio definidos.

Além do benefício econômico do uso de uma caldeira a biomassa, há diversos benefícios ambientais e sociais que, por muitas vezes não entram nos cálculos econômicos, mas certamente estimulam ainda mais o uso da biomassa.

Esses benefícios têm relação com a redução da emissão de gases danosos ao efeito estufa e com a maior geração de empregos destinados à produção da biomassa.

A biomassa impulsiona o desenvolvimento de nações pobres

Ainda sobre o aspecto de “salvar o planeta”, a popularização da biomassa exerce papel fundamental ainda mais expressivo nos países emergentes, onde o Brasil está incluído, podendo criar empregos e contribuir com a redução da pobreza, que assola fortemente muitos destes países.

Os países desenvolvidos já olham para esta fonte de energia como uma importante oportunidade de negócio, principalmente em razão dos incentivos governamentais. A Dinamarca, por exemplo, planeja duplicar a utilização de biomassa para se tornar neutra em carbono até 2050.

Neste contexto, o Brasil já apresenta um pensamento semelhante aos países desenvolvidos quanto ao uso da biomassa, já que quase 10% da energia gerada no país é proveniente da biomassa. Porém, no contexto geral, as nações em desenvolvimento estão ficando para trás ao tratar da biomassa como uma energia que “ameaça as florestas”, o que, já sabemos, não é verdade.

Dessa forma, se as nações menos desenvolvidas gerirem suas florestas de forma mais eficaz, a biomassa poderá ser uma importante fonte renovável e sustentável de energia, podendo assim ajudar a “salvar o planeta”.

Porém, para que esse fato se concretize é preciso que estes países (inclusive o Brasil) estimulem fortemente o setor e que exista um planejamento de longo prazo sobre o uso desta fonte energética.

Estes estímulos passam pelo incentivo aos investimentos no uso da biomassa, além de inciativas capazes de fomentar a renovação e modernização das instalações ligadas à geração energética, caso dos incentivos ao maior uso da caldeira a biomassa.

Quer saber mais sobre as vantagens e funcionalidades da caldeira a biomassa? Então receba gratuitamente nosso e-book que trata exatamente sobre o tema.

Checklist para avaliar Caldeiras a Biomassa, para te guiar de maneira fácil e segura todo esse processo.