As caldeiras costumam apresentar aspectos construtivos e de funcionamento diferentes. Afinal, dependendo da utilidade a que se destinam, e do tipo de combustível adotado são exigidos diferentes tipos de caldeiras.

Para gerar o vapor são utilizadas diversas formas de combustíveis, caso de óleos, gás e diversas formas de biomassa.

Conforme a Norma Regulamentadora (NR-13), “caldeiras a vapor são equipamentos que se destinam a produzir e acumular vapor sob pressão superior à atmosférica”.

A Secamaq, por exemplo, desenvolve equipamentos para vários tipos de combustíveis ou uma combinação deles, com as mais variadas capacidades de produção e pressão de vapor, podendo ser tanto caldeiras verticais como horizontais.

Saiba mais sobre os principais tipos de caldeiras disponíveis no mercado no artigo de hoje

Principais tipos de caldeiras

As caldeiras disponíveis no mercado industrial podem se dividir em 2 grandes grupos, que apresentam suas respectivas subdivisões. Caldeiras Flamotubulares e Caldeiras Aquatubulares. Veremos as especificidades de cada uma a seguir.

Caldeiras Flamotubulares

São representados por caldeiras montadas com tubos de fogo ou tubos de fumaça, onde os gases provindos da combustão atravessam a caldeira dentro destes tubos que, por sua vez, são circundados de água, cedendo calor a mesma durante a passagem.

São caracterizadas por apresentar baixo rendimento térmico, mas são de simples construção, e por isso, são ideais para pequenas instalações que necessitam de baixa quantidade de energia.

Os tipos de caldeiras Flamotubulares podem ser ainda verticais ou horizontais:

Nas caldeiras verticais, os tubos são colocados de forma vertical num corpo cilíndrico fechado nas extremidades por placas, conhecidos como espelhos. A fornalha interna fica disposta no corpo cilíndrico logo abaixo do espelho inferior.

Nela, os gases de combustão sobem através dos tubos, aquecendo e vaporizando a água que os envolve.

Já as caldeiras Flamotubulares horizontais, são representadas por tubulações internas dispostas na posição horizontal, por onde passam os gases quentes. Esses tipos de caldeiras podem possuir de 1 ou 2 passes de gases no tambor de vapor.

As caldeiras Flamotubulares horizontais especificamente utilizadas para a queima de biomassa, possuem sua forma construtiva um pouco diferente, devido a necessidade de uma grande câmara de combustão para a queima da biomassa, normalmente conhecida como (fornalha). Sendo que esta fornalha é construída com paredes de tubos aletados, com água em seu interior, interligados no tambor de vapor, e devido a esta forma construtiva a caldeira se torna uma flamotubular mista.

Caldeiras Aquatubulares

Diferente das caldeiras Flamotubulares (onde os gases passam pelo tubo envoltos em água), as caldeiras Aquatubulares apresentam água nos tubos para serem aquecidas, que, por sua vez, são envolvidos pelos gases de combustão.

As caldeiras Aquatubulares costumam ser usadas em modernos projetos industriais, já que tem a capacidade em produzir grandes quantidades de vapor a elevadas pressões e temperaturas. A produção de vapor nestes tipos de caldeiras pode atingir acima de 500 ton/h.

No entanto, apresentam um projeto de construção mais complexo, além de exigir tratamento de água mais cuidadoso, por isso devem ter um processo de engenharia de empresas experientes no ramo.

Caldeiras Secamaq: Compromisso com a qualidade

A SECAMAQ ® é uma empresa que desenvolve ótimos equipamentos destinados à queima de vários tipos de combustíveis ou uma combinação deles, com as mais variadas capacidades de produção e pressão de vapor.

Produzimos tanto caldeiras Flamotubulares para queima de biomassa picada e lenha em toras, bem como caldeiras Aquatubulares, e com base nisso, podem se adaptar a qualquer necessidade de queima, ou mesmo vazão, pressão ou temperatura do vapor.

Entre os tipos de caldeiras, a Secamaq disponibiliza os seguintes modelos:

Caldeira Flamotubular Grelha Fixa

Essas caldeiras representam o tipo de caldeiras Flamotubulares com Fornalha Aquatubular, e apresentam capacidade de 600 a 30.000 kgv/h, com uma pressão de até 30 kgf/cm², portanto, destinam-se a indústrias que precisam de menor geração de vapor.

São utilizadas para geração de vapor saturado no processo e geração de energia e utilizam como combustíveis a biomassa, como lenha em toras, cavaco de madeira, serragem, casca de arroz, resíduos agrícolas, entre outros.

Apresentam também, grelha em escada refrigerada e inclinada, obtendo perfis fluído dinâmicos que garantem maior transferência de calor. Por fim, apresentam facilidade na inspeção e manutenção.

Caldeira Flamotubular Grelha Móvel

Também são tipos de caldeiras Flamotubulares com Fornalha Aquatubular, porém, sua capacidade é um pouco maior e gira entre 3.000 a 30.000 kgv/h em uma pressão de operação de até 30 kgf/cm².

Apresentam como vantagem, um sistema de combustão do tipo grelha avanço contínuo, que é próprio para a queima de material picado. Em razão disso, os principais combustíveis utilizados são: cavaco de madeira, serragem, maravalha, casca de arroz, resíduos agrícolas entre outros.

A injeção do combustível é feita através de silos dosadores que dosam sobre a grelha a quantidade necessária de combustível, onde as grelhas se movem de forma oscilante, fazendo com que o combustível se mova em três seções distintas, assim dispostas:

  • A primeira seção promove a secagem do combustível;
  • A segunda promove a queima dos voláteis;
  • A terceira, promove a queima do carbono fixo.

A dosagem tanto do ar primário quanto do secundário, é efetuada por meio de ventiladores e regulada através de DAMPER (borboleta) automático, controlado pelo pressostato, instalado nos dutos. Tal procedimento promove uma completa queima de sólidos e gases suspensos, garantindo maior eficiência.

Caldeira Aquatubular

Como o próprio nome diz, esses tipos de caldeiras são Aquatubulares com Fornalha também Aquatubular. A capacidade varia entre 10.000 a 100.000 kgv/h em uma pressão de operação de até 80 kgf/cm².

Devido às suas características técnicas, esses tipos de caldeiras são projetadas para clientes que necessitam de uma produção e pressão de vapor mais elevadas e com alto rendimento.

Também utilizam como combustíveis principalmente a biomassa picada, como: cavaco de madeira, serragem, casca de arroz, resíduos agrícolas, bagaço de cana, além de outros elementos combustíveis.

Por fim, as caldeiras Aquatubulares da Secamaq são compactas, e com alta capacidade de rendimento para a geração de energia, indicadas para grandes projetos industriais.

Não deixe de acompanhar também nosso conteúdo sobre a Eficiência térmica em caldeiras e sua importância!